sexta-feira, 15 de novembro de 2013


Às vezes sinto-me mal por viver todos os dias da minha vida numa sociedade que só pensa em consumir e em arranjar maneiras de conseguir dinheiro. Aposto que em Janeiro noventa por cento das famílias portuguesas, mesmo em crise, vão estar falidas não pela crise, mas porque se endividaram para comprar os últimos gritos da tecnologia aos filhos que andam na escola primária. 

2 comentários:

Pastora disse...

concordo plenamente! existem pessoas que não sabem ser felizes sem dinheiro, e isso é triste, muito triste

Rita disse...

Isso é uma verdade. Eu pessoalmente estou a dar em doida por não conseguir emprego. Claro que um salário dá sempre jeito, mas também não fico em casa a deprimir xD
Deixo aqui o link do meu site de bijuteria,caso queiras visitar:http://tralhadarita.wix.com/rita-biju